03/09/2015

É dever humano.

siria

Estava eu a preparar posts de coisas que quem vive cá e nestas condições se pode dar ao luxo de poder ter ou fazer, quando começo a ser invadida por notícias e imagens de terror de "migrantes" da Síria, como os OCS gostam de lhes chamar.

Qualquer notícia sobre este assunto partilhada numa rede social é logo alvo de comentários de gente...como direi? Estúpida e ignorante. "Porque temos tanto para fazer aqui, que devíamos era ajudar os nossos". "Porque vêm para cá roubar".  "Porque vão ser terroristas". Acrescento: gente execrável.

Hoje chega-nos a imagem do futuro naufragado. 

Não se compara o incomparável. Não importa se estamos "mal". Não estamos tão mal assim que tenhamos de fugir de onde pertencemos, do que conhecemos. Não estamos assim tão mal ao ponto de ter de escolher ficar e morrer ou ir e poder morrer. Não estamos tão mal assim que nos vejamos obrigados a lutar pela vida, ao mesmo tempo que a colocamos em risco. Não estamos tão mal assim que nos vejamos obrigados a arriscar a vida dos nossos filhos pela mínima hipótese de a salvar. Assim de forma crua e sem metáforas.

É nosso dever ajudar. Sejamos europeus, asiáticos, africanos, americanos, sejamos quem formos, tenhamos as crenças que tivermos, é nosso dever. É nosso dever ajudar o ser humano, venha ele de onde vier, seja ele quem for. Porque se veio e arriscou a vida para cá chegar, merece, no mínimo, uma receção de braços abertos. 

Sejamos dignos da palavra "humano". Ajudemos como pudermos, mas ajudemos. Chega de corpos de crianças a dar à costa, como lixo atirado ao mar pela estupidez humana. 

Que o pequeno Aylan não tenha ido em vão.

| Links que podem ser úteis via:
 - UNICEF


01/09/2015

Estou viva!


Resolvi dizer que estou viva, não vá alguém pensar que fiquei pelo Alentejo. 
Esta semana já regressei ao trabalho. Não me esqueci do blog, mas foi preciso desligar de tudo durante as férias. Vá, de tudo, tudo, não... Estive sempre ativa no instragram (pelo menos enquanto apanhava rede).

14/08/2015

Uma carta às marcas de biquinis



Caras marcas fabricantes de biquínis, 

Vou contar-vos uma história, que penso que muitas de vocês desconhecem.

Quando Deus criou o homem, consta que também criou a mulher. E a mulher tem mamas e para essas mamas existem soutiens. E nos soutiens existem diferentes copas. Até aqui todos concordamos, certo? Certo! Responderiam vocês.

Design e codificação por Ana Garcês.
Those Sunny Days © 2015.

All contents and pics by me except when I credit the source. You can share the contents, but please credit the rightful author.